Sobre o uso responsável de antibióticos em animais

Hoje pela manhã assisti uma palestra e resolvi escrever algo pra vocês sobre a importância do uso responsável de antibióticos nos nossos animais.

Sabe aquela história que ouvíamos antigamente “não dá pra usar muito porque o organismo se acostuma e não funciona mais”? Bom, tecnicamente é um pouquinho diferente, mas o importante é entendermos o resultado desastroso disso tudo, já que antibióticos são os mesmos na medicina humana e medicina veterinária. O que eu sempre falo para meus clientes é mais ou menos assim: “as bactérias são bem inteligentes e gostam muito de conversar umas com as outras, mesmo que entre corpos diferentes. Por isso, o uso de antibióticos no meu pet pode fazer com que as bactérias do corpo dele aprendam a sobreviver a este remédio, e as bactérias do corpo dele podem ensinar este segredo para as bactérias do meu corpo”. Tecnicamente, as bactérias evoluem rapidamente e desenvolvem mecanismos para sobreviver aos antimicrobianos toda vez que estes são utilizados, ou quando tem contato com outras bactérias (e nós vivemos em família). Vários artigos demonstram que realmente elas se comunicam, passando genes e capacidades de resistência entre elas, mesmo entre espécies diferentes.

“E aquela pomadinha que eu sempre uso quando aparece uma feridinha….”. Sim, ela também.

“E o antibiótico que eu até já aprendi a usar quando aparece alguma diarreia?” Sim.

“E as gotinhas na orelha que eu uso quando está coçando?” Sim.

“E o antibiótico que uso quando meu gato tem cistite?” Sim. E por aí vai.

Isso quer dizer que nunca mais devo utilizar antibióticos no meu pet? Não. É importante usar de forma RACIONAL, evitando o seu uso indiscriminado. Quando necessário, usar da forma adequada: baseado em fundamentos, protocolos, trabalhos científicos e evidências clínicas. Tudo isso de forma muito individualizada e personalizada, caso a caso. E de preferência por um médico veterinário especializado na área. Quando eu trato uma simples otite, eu penso em tudo isso, e faço questão de explicar. Dá um trabalhão mesmo! Mas vale a pena, pois o Médico Veterinário cuida da sua família, e não apenas do seu pet. Isso se chama saúde única, e é um conceito muito atual dentro da medicina. #onehealth

helio

Obrigado Vetsmart e prof. Hélio Autran de Morais pela inspiração!

Felipe Cunha
Médico Veterinário
Pós graduado em Dermatologia Veterinária
CRMV 13750
53 991071204

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s